Política

Após consecutivas derrotas na justiça, interventor do PT em JP defende diálogo com Giucélia e ‘unificação’

17/10/2020


Da Redação / Portal WSCOM



O presidente da comissão interventora que passou a gerir o PT de João Pessoa nesta semana, Cícero Gregório Legal, adotou tom apaziguador ao assumir a condução do partido. Ele elogiou a antiga direção na capital e disse que a legenda não pode ficar em ‘pendenga’.

“Vamos gerir esse processo eleitoral em João Pessoa, mas acreditando que a o companheiro Anísio é histórico para o partido, companheiro Anastácio também é grande lutador do campo, e a companheira Giucélia, o próprio Feitosa. Toda a nossa militância sabe e tem consciência que temos que ir para a o enfrentamento à direita. Não podemos ficar em pendenga, conflito interno partidário quando temos adversários gigantes a ir no segundo turno”, disse à Arapuan fm.

Após consecutivas derrotas para barrar a candidatura de Anísio Maia, Cícero disse que o PT não pode focar na questão jurídica. Ele defendeu diálogo com Giucélia Figueiredo para garantir apoio a Ricardo Coutinho.

“Essa questão jurídica não pode sobrepor a questão político partidária, o povo está esperando que façamos a política… não podemos afunilar essa questão à jurídica, se o TSE decidiu ou não. Vamos tentar fazer uma conversa com Giucélia para que possamos fazer essa unificação aqui na Paraíba. Claro que temos essas pendências jurídicas, mas até o dia 26 estaremos com essa questão dirimida e o companheiro Antônio Barbosa como vice de Ricardo Coutinho”, destacou.

Legal ainda elogiou o candidato do PSB: “o companheiro Ricardo Coutinho sempre esteve com a gente, defendeu o companheiro Lula, Dilma na época do impeachment e sempre foi voltado às causas dos menos favorecidos”.


Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.