Futebol

Após ‘atuação segura’, Abel festeja vaga e torcida: ‘Compraram a briga’

classificado

19/04/2013


A vitória foi bem ao estilo do Fluminense: chances perdidas, sustos do adversário e placar magro. Mas foi o suficiente para garantir a vaga tricolor nas oitavas de final da Libertadores. Após o triunfo por 1 a 0 sobre o Caracas em São Januário, o técnico Abel Braga deixou o campo em êxtase. E resumiu seu sentimento na entrevista coletiva. Feliz com a atitude de seus jogadores, o comandante das Laranjeiras elogiou o que chamou de uma atuação segura e ressaltou o apoio dos torcedores que, segundo ele, incendiaram o time.

– Na minha vida nunca nada foi fácil. Nos últimos anos o Fluminense teve muitas conquistas assim, sofridas. A exceção foi no ano passado, quando vencemos o Campeonato Brasileiro com três rodadas de antecedência. Claro que antes do jogo eu estava ansioso. São circunstâncias diferentes, um momento importante para nós. Conseguimos cumprir o objetivo mesmo sem peças importantes. Mas hoje não tem como não citar o torcedor tricolor. A gente sente nas ruas quando um time está bem. Você vê camisas em todo lugar. É assim com o Botafogo atualmente. Não sou de fazer média, mas hoje eles compraram a nossa briga também. Isso incendiou a equipe. Os aplausos para o Carlinhos antes do jogo foram demais. Citei o drama dele na preleção. O que destrói um ambiente são os resultados negativos. Mas nós gostamos de estar juntos. O problema é que o julgamento é sempre em cima do resultado. Hoje foi diferente. O torcedor comprou a briga de forma muito amorosa – frisou.

Nas palavras de Abel, o Fluminense jogou bem porque mostrou organização em campo. E mesmo pedindo para não analisar individualmente a atuação de seus jogadores, elogiou mais uma vez a entrega de Rhayner em campo.

– Era mais do que óbvio que o Nem não teria o seu rendimento normal por estar voltando de lesão. Mas o importante foi que ele deu o seu máximo e lutou muito. Assim como o Rhayner. Ele já está totalmente identificado com os torcedores, que o amam de paixão. Não existem limites para ele. Vocês viram a luta descomunal de meus jogadores em campo. Isso me satisfaz. Às vezes o torcedor não fica nem feliz com o resultado, mas vê o time lutando até a exaustão. Foi um jogo complicado. Nosso grupo era o único no qual todas as equipes ainda tinham chance de classificação. E o Caracas joga muito melhor fora de casa. Acho que fizemos uma partida organizada e com muita segurança. Praticamente não demos chances a eles e, por outro lado, tivemos várias oportunidades claras. Gostei muito da atuação do meu time – disse.

Depois da vitória, o elenco do Fluminense se reapresenta na tarde desta sexta-feira, nas Laranjeiras. O Tricolor volta a campo no domingo para enfrentar o Bangu, novamente em São Januário. As datas das partidas contra o Emelec, pelas oitavas da Libertadores, ainda não foram definidas pela Conmebol, mas elas serão realizadas entre os dias 24 de abril e 9 de maio.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.