Paraíba

Animais mortos pela seca são queimados às margens de estrada no Alto Sertão


02/03/2013



Para amenizar o horror provocado pelo amontoado de rezes mortas de fome, moradores ateiam fogo nas carcaças que são jogadas às margens da PB-400. Nesta terça-feira (26), o Radar Sertanejo flagrou ao menos 10 carcaças de vacas sendo queimadas próximo à cidade de Conceição no Vale do Piancó.

Quem passava pela rodovia era possível ver o lençou de fumaça branca que se formava a exalar um cheiro forte provocado pela queima de restos de animais mortos pela seca esticados na caatinga à beira da estrada.

Nas imagens é possível ainda ver cordas amarradas nos pescoços da rezes que foram usadas para arrastá-las até o cemitério improvisado para acolher animais vítimas da seca.
Logo o animal vira cinzas e o último que resta da rês é a parte da Arcada dentária que parece ter pedido, no último suspiro, misericórdia a Deus que tenha pena da espécie.

A iniciativa da queima de animais é para amenizar a dor dos criadores que vêem seu rebanho sendo dizimado e exposto nos ‘tabuleiros’ como se fossem pedra solta.

A microrregião do Vale do Piancó é a mais castigada pela seca na Paraíba.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //