Automobilismo

Alonso decepciona, ‘joia’ Nasr vence e Bianchi fatura Kart das Estrelas

No Kart

13/01/2013




 No grid, grandes astros da Fórmula 1: Fernando Alonso, Felipe Massa, Bruno Senna e Kamui Kobayashi. Entretanto, foram duas joias que ainda trilham caminho rumo à principal categoria do automobilismo mundial que brilharam no desafio do Kart das Estrelas, deste fim de semana, disputado em Penha, Santa Catarina. Um é brasileiro, Felipe Nasr, da GP2. O brasiliense de 20 anos mostrou talento e faturou a prova final do torneio (confira os melhores momentos no vídeo). Mas a vitória não foi suficiente para tirar o título de outra grande promessa: o francês Jules Bianchi, reserva da Force India. O piloto de 23 anos havia faturado a última edição, em 2011, mas perdeu a taça após ser desclassificado por estar abaixo do peso estabelecido. Vencedor da corrida de abertura, no sábado, Bianchi somou 40 pontos e assegurou o caneco. Na prova deste domingo, Nelsinho Piquet (Nascar) terminou em segundo, e Beto Monteiro (Fórmula Truck) tirou o terceiro lugar do francês campeão no fim, completando o pódio verde e amarelo. Na classificação geral, Nasr ficou com o vice, seguido pelo compatriota Lucas di Grassi, do Mundial de Endurance.

Já os nomes mais badalados acabaram não correspondendo à expectativa. Após ter um "dia de cão" no sábado, quando rodou e abandonou com problemas no kart (clique e veja o vídeo), o bicampeão mundial Alonso completou a bateria de domingo em um discretíssimo 18º lugar e terminou sem marcar um ponto sequer, amargando a antepenúltima posição na classificação geral. Após a prova, Alonso deixou a pista com cara de poucos amigos. Depois de tirar foto com alguns fãs, recolheu-se para o camarote sem dar declarações.
 

Parceiro de Alonso na Ferrari e anfitrião do evento, Felipe Massa, teve desempenho bem superior que o espanhol. Ficou em oitavo (mesma posição na classificação geral), porém, longe dos líderes. Bruno Senna foi o 14º e Kamui Kobayashi abandonou a prova, assim como no dia anterior.

– Valeu muito. A corrida não foi fácil, quando você larga lá atrás, tudo é mais difícil, bate aqui, bate ali, tem que se recuperar, aí acabei não conseguindo ter duas boas corridas. Mas o que valeu foi a festa, um fim de semana perfeito pela estrutura, o público, um lugar maravilhoso como o Beto Carrero, só tenho a agradecer. Acho que o Alonso vai voltar, o convite já está reservado para ele. Não só ele, aliás. Vamos trazer outros pilotos – prometeu Massa, já visando a próxima edição.

Felipe Nasr, promessa brasileira que vai para seu segundo ano na GP2, divisão de acesso da Fórmula 1, destacou a importância de começar o ano vencendo uma corrida. E logo uma prova transmitida pela TV aberta para o grande público, ferramenta mais do que necessária para alguém que ainda busca um lugar ao sol no automobilismo internacional, assim como o reconhecimento popular fora dos autódromos brasileiros e europeus.

– Começar o ano ganhando uma corrida é ótimo, dá um ânimo para o campeonato que teremos pela frente, assim como é importantíssimo mostrar ao grande público quem nós somos. Já é legal para o pessoal ver e ir lembrando o nome, pegar a imagem de quem é o menino do boné amarelo. Conhecer, todo mundo conhece o que é Fórmula 1, e a gente ainda está no caminho – disse o brasiliense de 20 anos.

Contido nas declarações e no bom humor, mas invariavelmente veloz na pista, Jules Bianchi mostrou porque está brigando com os brasileiros Bruno Senna e Luiz Razia por uma vaga na Force India, equipe onde ele é piloto de testes desde o início de 2012. Consagrado como um dos melhores kartistas de sua geração, o francês voltou às origens com um desempenho avassalador. E vingou a desclassificação da edição de 2011, quando não foi campeão devido a uma diferença no peso mínimo, erro que custou a exclusão de seu kart e a consequente perda do título.

– Nós vencemos no ano passado, mas cometemos um erro no peso, então estou feliz por ter vencido aqui. É muito bom estar no Brasil e fazer este show para o público – afirmou.

Confira o resultado da 2ª bateria do Kart das Estrelas:
1º – Felipe Nasr (BRA) – GP2
2º – Nelsinho Piquet (BRA) – Nascar / ex-Fórmula 1
3º – Beto Monteiro, (BRA) – Fórmula Truck
4º – Jules Bianchi (FRA) – piloto de testes da Fórmula 1
5º – Vitantonio Liuzzi (ITA) – ex-Fórmula 1
6º – Lucas Di Grassi (BRA) – Mundial de Endurance / ex-Fórmula 1
7º – Sebastien Buemi (SUI) – ex-Fórmula 1
8º – Felipe Massa (BRA) – Fórmula 1
9º – Antonio Pizzonia (BRA) – Stock Car / ex-Fórmula 1
10º – Enrique Bernoldi (BRA) – Stock Car / ex-Fórmula 1
11º – João Paulo de Oliveira (BRA) – Super GT / Fórmula Nippon
12º – Ricardo Zonta (BRA) – Stock Car / ex-Fórmula 1
13º – Bruno Senna (BRA) – ex-Fórmula 1
14º – Bia Figueiredo (BRA) – Fórmula Indy
15º – Thiago Camilo (BRA) – Stock Car
16º – Leonardo Nienkotter (BRA) – Copa Fiat
17º – Fernando Alonso (ESP) – Fórmula 1
18º – Augusto Farfus (BRA) – DTM
19º – Valdeno Brito (BRA) – Stock Car

Não completaram:
Luciano Burti (BRA) – Stock Car / ex-Fórmula 1
Vitor Meira (BRA) – Stock Car / ex-Fórmula Indy
Kamui Kobayashi (JAP) – ex-Fórmula 1
Cacá Bueno (BRA) – Stock Car
Jaime Alguersuari (ESP) – ex-Fórmula 1
Allam Khodair (BRA) – Stock Car
Confira a classificação final do Kart das Estrelas:
1. Jules Bianchi (FRA) – piloto de testes da Fórmula 1 – 40 pontos
​2. Felipe Nasr (BRA) – GP2 – 35 pontos
3. Lucas Di Grassi (BRA) – Mundial de Endurance / ex-Fórmula 1 – 30 pontos
4. Nelsinho Piquet (BRA) – Nascar / ex-Fórmula 1 – 29 pontos
5. Vitantonio Liuzzi (ITA) – ex-Fórmula 1 – 27 pontos
6. Beto Monteiro, (BRA) – Fórmula Truck – 24 pontos
7. Sebastien Buemi (SUI) – ex-Fórmula 1 – 22 pontos
8. Felipe Massa (BRA) – Fórmula 1 – 14 pontos
9. Vitor Meira (BRA) – Stock Car / ex-Fórmula Indy – 11 pontos
10. Antonio Pizzonia (BRA) – Stock Car / ex-Fórmula 1 – 11 pontos
11. Enrique Bernoldi (BRA) – Stock Car / ex-Fórmula 1 – 9 pontos
12. Augusto Farfus (BRA) – DTM – 7 pontos
13. João Paulo de Oliveira (BRA) – Super GT / Fórmula Nippon – 5 pontos
14. Bia Figueiredo (BRA) – Fórmula Indy – 4 pontos
15. Ricardo Zonta (BRA) – Stock Car / ex-Fórmula 1 – 2 pontos
16. Jaime Alguersuari (ESP) – ex-Fórmula 1 – 2 pontos
17. Bruno Senna (BRA) – ex-Fórmula 1 – 2 pontos
18. Kamui Kobayashi (JAP) – ex-Fórmula 1 – 0 ponto
19. Cacá Bueno (BRA) – Stock Car – 0 ponto
20. Allam Khodair (BRA) – Stock Car – 0 ponto
21. Thiago Camilo (BRA) – Stock Car – 0 ponto
22. Leonardo Nienkotter (BRA) – Copa Fiat – 0 ponto
23. Fernando Alonso (ESP) – Fórmula 1 – 0 ponto
24. Valdeno Brito (BRA) – Stock Car – 0 ponto
25. Luciano Burti (BRA) – Stock Car / ex-Fórmula 1 – 0 ponto



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.