menu

Automobilismo

17/01/2013


Alonso crê em Massa mais forte

Companheiros

 Depois de receber o suporte do chefe da Ferrari e de mostrar confiança de que pode voltar a disputar o título como em 2008, Felipe Massa ganhou palavras de apoio de seu companheiro de equipe, Fernando Alonso. O bicampeão mundial fez questão de demonstrar apoio ao piloto brasileiro. Para o espanhol, a reação de Massa na segunda metade da temporada passada é a prova de que o parceiro é um dos mais fortes do grid.

– Sempre disse que Felipe é um dos melhores pilotos daqui. Ainda lembro que algumas pessoas riram quando disse isso no ano passado – disse durante o “Wrooom”, tradicional evento organizado pela Ferrari nos alpes de Madonna di Campiglio, norte da Itália, para celebrar o início da temporada da Fórmula 1.

Alonso faz parceria com Massa na Ferrari desde 2010. Porém, neste período o brasileiro enfrentou viveu seu momento mais difícil na Fórmula 1 e seus resultados acabaram sendo bem menos expressivos que o do espanhol. Nestes três anos, Alonso foi vice duas vezes (2010 e 2012), quarto em 2011 e venceu nove provas, enquanto o brasileiro terminou duas temporadas em sexto, foi sétimo em 2012 e não conseguiu subir ao alto do pódio, como havia feito em 11 ocasiões anteriormente. Entretanto, assim como o chefe do time, Stefano Domenicali, o espanhol acredita que a má fase de Massa ficou para trás e espera seu companheiro faça frente em 2013.

– Minha expectativa é que ele sempre esteja muito próximo de mim em termos de performance. O que não era normal era a diferença entre nós nos últimos dois anos. Mas agora não acho que isso seja mais o caso. (O crescimento de Massa) será um fator muito positivo para mim e, especialmente, para o time.

Massa também não poupou elogios a Alonso. Ex-parceiro de Ferrari de outros dois campeões – Michael Schumacher, em 2006, e Kimi Raikkonen, de 2007 a 2009 – o brasileiro apontou o atual companheiro como o mais forte que já teve. O brasileiro admitiu que a força do espanhol acabou até o atrapalhando, mas espera poder ser tão competitivo quanto ele.

– Alonso, provavelmente, é o mais difícil, se você olhar os números. Mas todos os três pilotos eram muito fortes, essa é a verdade. Fernando foi com o qual eu mais sofri. E espero não sofrer mais – destacou o brasileiro.
A temporada 2013 só começará no dia 17 de março, com o GP da Austrália, mas a dupla da Ferrari já irão à pista com os novos carros nos primeiros testes coletivos, marcados para a primeira semana de fevereiro no circuito espanhol de Jerez de la Frontera.