Política

Afinal, qual o projeto político de fato do senador Veneziano em 2022, se não for candidato como se aventa na Paraíba?


20/01/2022

Dois personagens de forte influência na vida pessoal e política do senador Veneziano Vital – sua mãe, senadora Nilda Gondim – e, principalmente seu irmão, Ministro do TCU, Vital do Rego Filho, reverberam dos últimos dias para cá que os fatores partidários e conjunturais abrigam o futuro de Vené como candidato ao Governo em 2022.

A recente decisão da sua esposa, Ana Cláudia, de entregar o cargo do Governo se traduziu em elemento fatal ou indicador de afastamento do senador da base do Governo para, enfim, se apresentar candidato, algo que ainda não fez.

Nada do que tem acontecido em torno de Veneziano nos últimos tempos está longe desta perspectiva de candidatura, embora ele não tenha assumido tal manequim.

O clima de tensão e expectativa cresce a cada dia ainda precisando saber como e com quem Veneziano imagina ter de apoio, além do partido, diante de conversas em torno de Lula, ainda não confirmado, Ricardo Coutinho, Luciano Cartaxo, etc, mas tendo racha no MDB com o ex-governador Roberto Paulino renovando voto e apoio em João Azevedo.

Ainda assim terá de se desincompatibilizar do Senado para se dedicar à pré e campanha em si, se houver, porque fora desta alta expectativa de candidatura o senador parece não ter mais outro lugar a ocupar. A vice ainda tem chances?

Em síntese, cada vez mais o cerco amplia – se a fazê-lo pré-cabdidato sabendo ele que, como diria Isaac Newton, à cada ação corresponde outra igual e contrária no mesmo campo da política.

Estamos, ao que parece, nos derradeiros momentos da peleja.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.