Economia & Negócios

Ação da Petrobras despenca 5% na Bolsa após queda nos lucros


05/02/2013

As ações da Petrobras despencam na Bolsa de Valores nesta terça-feira (5), após a empresa divulgar queda de 36,42% no lucro líquido de 2012, quando ganhou R$ 21,18 bilhões.

Às 10h55, a ação ordinária (menos negociada, com direito a voto) tinha queda de 5%, cotada a R$ 17,20. A ação preferencial (mais negociada) caía 1,56%, a R$ 17,72.

Na segunda-feira (4), as ações da empresa (PETR3, PETR4) fecharam em queda de mais de 2%, ajudando a derrubar a Bovespa.

Somente na área de abastecimento, a estatal registrou prejuízo de R$ 22,93 bilhões no ano passado. O principal motivo foi a venda de combustíveis, no mercado interno, a preços mais baixos do que os de importação pela Petrobras. Esse fator levou a empresa a ter, no segundo trimestre de 2012, seu primeiro prejuízo em mais de 13 anos.

Empresa planeja investir R$ 97,8 bi em 2013

Os investimentos da estatal em 2012 totalizaram R$ 84,137 bilhões, sendo a maior parte em Exploração e Produção (51%) e Abastecimento (34%). Os investimentos foram direcionados para o aumento da capacidade produtiva e a modernização e ampliação do parque de refino.

A empresa informou ainda que aprovou seu Plano Anual de Negócios para 2013, no valor total de R$ 97,754 bilhões.

Quarto trimestre

De outubro a dezembro de 2012, a Petrobras registrou lucro líquido de R$ 7,747 bilhões, uma alta de 53,4% em relação ao mesmo período de 2011.

O resultado do último trimestre veio acima do esperado pelo mercado. Analistas ouvidos pela agência de notícias Reuters esperavam lucro líquido de R$ 6,1 bilhões no quarto trimestre de 2012.

Essa alta ocorre após reajustes dos preços da gasolina e do diesel em 2012, que não equipararam os preços internos ao mercado externo, mas deram um fôlego às contas da estatal.

No ano passado, a Petrobras teve dois aumentos do diesel, de 3,9% e 6%, nos dias 25 de junho e 16 de julho, respectivamente. A gasolina subiu 7,83%, em 25 de junho.

Combustível ‘barato’ prejudica contas da estatal

A Petrobras anunciou alta do preço da gasolina de 6,6% na refinaria e do diesel em 5,4% a partir de 30 de janeiro, , em um movimento amplamente esperado pelo mercado diante da defasagem dos valores dos combustíveis no país em relação às cotações internacionais.

O reajuste, no entanto, ficou abaixo do esperado pelo mercado.

Esse reajuste provavelmente não eliminará a defasagem, mas dará fôlego para a Petrobras desenvolver seu bilionário plano de investimentos.

Produção de petróleo

A produção média de petróleo da Petrobras no Brasil em 2012 foi de 1,974 milhão de barris/dia. O volume representa uma queda de 2,35% em comparação à média de produção da petroleira no Brasil no ano anterior.

Por outro lado, a produção do pré-sal em dezembro de 2012 cresceu 45% em relação ao mesmo mês de 2011, quando a produção nestas áreas totalizou 200,6 mil boe/d em um total de nove poços. A produção do pré-sal em dezembro de 2011 havia sido de 167,5 mil barris de petróleo e 5,3 milhões de metros cúbicos de gás natural.

Os dados são do Boletim da Produção de Petróleo e Gás Natural de dezembro de 2012, divulgado nesta segunda-feira pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //