Paraíba

Academia Paraibana de Letras realiza posse do jornalista e escritor Hélder Moura em dezembro

Novo acadêmico ocupará a cadeira 26 e será apresentado pelo professor imortal José Mário Branco


23/11/2021

(Foto: divulgação/Assessoria)

Portal WSCOM

O jornalista e escritor Hélder Moura será empossado às 19h do dia 3 de dezembro na Academia Paraibana de Letras (APL). Na oportunidade, o novo acadêmico será saudado pelo professor e escritor José Mário Branco, também integrante da APL.

Hélder irá assumir a cadeira 26, recentemente ocupada por Juarez Farias, e que tem como patrono o padre Inácio Rolim. A cadeira também teve como acadêmicos o cônego Mathias Freire, o monsenhor Pedro Anísio e o ex-governador Tarcísio de Miranda Burity.

Hélder Moura foi eleito, em setembro último, numa disputa contra o advogado Cleanto Gomes e a escritora Andreia Nunes.

 

(Foto: divulgação/Assessoria)

 

Biografia – Natural de Campina Grande, Hélder Moura concluiu o curso de Bacharelado em Informática, em 1978, e, em 1982, Pós-Graduação em Engenharia de Sistemas (Algoritmos), no Campus II da Universidade Federal da Paraíba, atual Universidade Federal de Campina Grande.

Em 1981, ingressou no curso de Psicologia da Universidade Estadual da Paraíba. Em João Pessoa, concluiu o Mestrado em Literatura e Psicanálise, pela Universidade Federal da Paraíba, e ainda o curso de Psicanálise, pelo Instituto Lattes (Toledo-PR).

Desde 1992, passou a exercer uma militância no jornalismo, passando pelo jornal Gazeta do Sertão, Jornal da Paraíba, TV e jornal Correio da Paraíba, TV Cabo Branco, além da participação em podcast como Intrometidos e Arena.

Literatura – Na área literária, venceu vários prêmios de ensaios e poesia e, em 1985, lançou o livro “Coração de cedro”. Em 2012, lançou em Lisboa e Óbidos (Portugal) seu primeiro romance “O incrível testamento de Dom Agápito”, que se encontra em 4ª edição e já foi traduzido para inglês, italiano e espanhol.

Em 2018, lançou o livro de contos “Inventário das pequenas coisas”. Tem dois livros no prelo “Veredas da melancolia na criação literária: em nome de Rosa”, Editora Appris, resultado de sua dissertação de mestrado, e “Princípio da diversidade e outros anarquismos – textos pandemômicos”.

Já participou, como representante da Paraíba, da Bienal do Livro de São Paulo (2012), da Feira de Livros de Frankfurt (2013), Feira de Livros de Lisboa (2014), Salão de Livros de Paris (2015) e Festival Literário Internacional de Óbidos (2016).

Seus livros já foram lançados na Alemanha (Frankfurt), Argentina (Buenos Aires e Mendoza), Chile (Santiago), Espanha (Madri), França (Paris), Estados Unidos (Nova Iorque), Itália (Bergamo e Milão), México (México), Noruega (Oslo) e Portugal (Lisboa, Óbidos e Porto).



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.