menu

Política

17/05/2019


Wallber Virgolino pretende descumprir regra e diz que vai continuar indo armado à ALPB

O presidente da ALPB proibiu os parlamentares de estarem armados dentro do plenário da Casa.

Na imagem, deputado Walber Virgulino

O deputado estadual da Paraíba, Walber Virgulino (PATRI) não está disposto a cumprir a regra estabelecida pelo presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Adriano Galdino (PSB) que proibiu o uso de arma de fogo dentro do plenário da Casa. Em entrevista a um programa de TV, nesta sexta-feira (17),  Virgulino foi taxativo e  afirmou que continuará portando sua arma nas dependências da Assembleia.

 

“A gente tem que contextualizar essa situação retrocedendo, voltando para trás. Eu sou delegado há 13 anos, a arma de fogo é meu instrumento de trabalho, quem me concede o porte de armas é uma lei federal. O regimento interno eu respeito, mas a gente tem que levar em consideração que eu sou um policial licenciado, mas que combateu o crime durante 13 anos no estado da Paraíba”,  explicou o parlamentar. 

 

ENTENDA:

 

Nessa semana o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Adriano Galdino (PSB), anunciou que a Casa vai ganhar um detector de metais para controlar a entrada do público pela porta principal. 

 

Dentre as medidas, ficou também reforçada a proibição dos parlamentares estarem armados dentro do plenário da Casa. Nos demais recintos da Assembleia, o uso da arma só está liberado para o parlamentar que possuir o porte.

 

LEIA MAIS: “Selvagemente sensual”: Ricardo ironiza imagem de Wallber Virgolino em defesa do uso de armas

 

Da Redação
Portal WSCOM