Notícias

Hacker ataca de novo e libera dados pessoais de Lula e Maluf

Invasão


10/01/2013



 O hacker que divulgou dados pessoais de José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares na última terça-feira (8) voltou a atuar nesta quinta-feira (10). Os principais alvos do usuário do Twitter @nbdu1nder são o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) e o operador do esquema do mensalão, Marcos Valério.

Assim como há dois dias, as vítimas tiveram divulgadas informações como endereço, CPF, data de nascimento, nome da mãe, telefones (fixos e celulares) e empresas em seus nomes. No caso de Lula, os dados incluem quatro endereços, dois em São Bernardo do Campo (SP), um em Natal (RN) e um em Sertãozinho (SP); oito telefones, a maioria com DDD 11; e uma empresa, a L.I.L.S. Palestras, Eventos e Publicações LTDA.

No caso de Maluf, há cinco endereços, sendo quatro de São Paulo e um de Brasília (DF); 11 linhas telefônicas, sendo oito de São Paulo, uma do Rio de Janeiro e duas de Brasília; e três empresas. Já no caso de Marcos Valério, são quatro imóveis em Belo Horizonte (MG); quatro linhas telefônicas; e oito empresas, incluindo a SMP&B São Paulo Comunicação LTDA.

O pacote do hacker inclui dados do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski, do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) e do ex-deputado federal e presidente licenciado do PTB, também condenado no mensalão, Roberto Jefferson.

Como disse em entrevista ao R7 na última quarta-feira (9), o hacker informou que a ideia é expor os dados de todos os envolvidos no esquema do mensalão. Nesta divulgação, inclusive, ele mandou um recado em relação às decisões da Justiça.

— E o julgamento século, pra variar, está encaminhando para acabar em pizza, como tudo neste país. O mensalão, um dos maiores escândalos de corrupção do Brasil, em todos os tempos, está em julgamento, mas não dá para esperar muito de todo esse circo que se formou, pois a própria justiça brasileira está falida, e não é de agora.

O hacker também deixa claro na sua mensagem virtual sua indignação com a falta de aprofundamento nas investigações de uma suposta participação de Lula no esquema.

— Os advogados dos acusados apresentam as desculpas mais deslavadas e os juízes parece que estão acatando. Não aceitaram, por exemplo, investigar o ex-presidente Lula. Acreditam, portanto, que ele não sabia do Mensalão. Parece brincadeira, mas é isso mesmo: Lula sai como inocente disso é bem assim. Outros personagens atuantes no Mensalão, também foram “esquecidos”: Banco BMG Daniel Dantas, Fernando Pimentel, Romero Jucá, etc.

Na última quarta-feira, o MPF (Ministério Público Federal) emitiu uma nota em que nega que tenha pedido uma investigação sobre o ex-presidente e sua suposta relação com o mensalão.

Antes, o jornal O Estado de S.Paulo havia divulgado que a PGR (Procuradoria-Geral da República) remeteria o caso à 1ª instância da Justiça comum, já que o ex-presidente já não tem mais o direito à prerrogativa de foro, chamada de foro privilegiado.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.