Educação

Técnicos-administrativos da UFPB entram em greve hoje por melhorias salariais

Movimento busca pressão por reajuste e aprimoramento do plano de carreiras.


11/03/2024

Entrada da Universidade Federal da Paraíba (Foto: divulgação/Angélica Gouveia/UFPB)

Redação / Portal WSCOM

Os técnicos-administrativos da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) deflagraram uma greve nesta segunda-feira (11), com o intuito de pressionar o Governo Federal por um reajuste salarial para 2024 e melhorias no Plano de Cargos e Carreiras dos Técnico-Administrativos em Educação (PCCTAE). A paralisação, que atinge todos os campi, foi aprovada em assembleia geral na última semana.

A greve, anunciada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Ensino Superior do Estado da Paraíba (Sintesp), segue sem uma resposta positiva do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos após negociações. Enquanto as aulas continuam normalmente, os servidores do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW) não aderiram à paralisação, aguardando uma assembleia específica para decidir sobre a adesão.

No primeiro dia de greve, está prevista uma assembleia geral para definir o comando de greve, fundo de greve, calendário de mobilizações e outros detalhes. A situação na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) também será decidida em assembleia, podendo resultar em uma greve similar.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //