Música

Gabriella Villar e Banda Relicário se apresentam na Estação Cabo Branco

No Calor da Estação

05/01/2013




A cantora Gabriella Villar e a Banda Relicário são as atrações deste sábado (5) no projeto No Calor da Estação, realizado pela Estação Cabo Branco – Ciências, Cultura e Artes. Gabriella se apresenta a partir das 18h. Logo depois, sobe ao palco a Banda Relicário. As apresentações acontecem no Terraço Panorâmico da Estação Cabo Branco, localizada no terceiro pavimento da Torre Mirante.

Natural de João Pessoa e graduada no curso de licenciatura em música pela UFPB (com habilitação em canto popular), Gabriella é bolsista pelo Prolicen, onde é professora de canto popular no curso de extensão oferecido à comunidade. Também é preparadora vocal do coral Vocatus, vinculado ao Centro de Ciências da Saúde (CCS/UFPB).

Em 2009, fundou o grupo Tom do Samba, com músicos locais. Em 2012, optou pela carreira solo, embora tenha mantido os músicos com o qual já trabalhava nesta nova etapa. Além de João Pessoa, a cantora já mostrou seu trabalho na Vila Madalena, em São Paulo, e atualmente está gravando o primeiro CD, intitulado “Na cadência do samba”.

No repertório de Gabriella estão incluídas canções de Noel Rosa, Cartola, Ismael Silva, Carmem Miranda, Dalva de Oliveira, Ary Barroso, Adoniran Barbosa, Miltinho, Candeia, Luiz Carlos da Vila e outros que compõem a formação da intérprete. Estará acompanhada dos músicos Kojak do Banjo (banjo e vocal), Breno Tavares (violão e vocal), Jefferson Fagundes (cavaquinho), Dupan (pandeiro) e Bambam (percussão e vocal).
 
Banda Relicário –
O repertório da Banda Relicário inclui músicas consagradas da MPB e outras de autoria própria – a banda prepara o lançamento de seu primeiro CD, só de inéditas, para depois do Carnaval. A Relicário é formada por Jobson Santos (vocal), Bruno Rocha (violão), Pedro Medeiros (guitarra), Gilson Machado (bateria), Filipe Frazão (teclado) e Caio Palitot (baixo).

A banda surgiu há seis anos, da reunião dos amigos Jobson Santos, Bruno Rocha e Pedro Medeiros, que queriam tocar sem compromisso e compartilhar composições próprias. Com o tempo, o projeto foi tomando forma e a banda ficando cada vez mais profissional. As músicas autorais que foram divulgadas na internet fizeram sucesso e levaram o grupo a se apresentar nos principais palcos de João Pessoa, como os teatros Santa Roza e Ariano Suassuna e o Cinê Banguê, no Espaço Cultural.
 
Sobre o projeto
– No Calor da Estação surgiu em 2012 e consiste na junção de sete outros projetos que acontece anualmente na Estação Cabo Branco. “Este ano elaboramos uma programação gratuita e de qualidade que visa atender não apenas os jovens, mas as crianças e adultos”, disse Rivaldo Dias, Chefe do Setor de Programas e Atividades da Estação Cabo Branco.
 



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.