Televisão

Efeito Juliette: favorita ao prêmio do “BBB 21” já é uma marca poderosa que inspira de sobremesa a músicas

Finalista do reality show já se mostrou um fenômeno de engajamento, com uma base de fãs devota e, às vezes, controversa


04/05/2021

Juliette venceu a última prova do líder do "BBB 21" e ainda levou dois smartphones TV Globo / Reprodução

Portal WSCOM com GZH



Nunca na história do Big Brother Brasil uma participante fez tanto sucesso fora da casa quanto Juliette Freire. A edição 21 do BBB chega ao fim nesta terça-feira (4) com a advogada e maquiadora paraibana sendo a principal favorita ao prêmio de R$ 1,5 milhão. Porém, estima-se que ela pode alcançar cifra maior do que a quantia dada ao vencedor do programa só em publicidade. Aliás, mesmo ainda participando do reality show, a sister já se mostrou um fenômeno de engajamento e uma marca poderosa.

Até o momento, Juliette acumula 23,4 milhões de seguidores no Instagram ainda dentro da casa. Ela é a segunda participante da história do programa com mais seguidores na rede social, somente atrás de Sabrina Sato (29,6 milhões). A sister ultrapassou recentemente Grazi Massafera (23,3 milhões) e nomes populares da edição 20, como Manu Gavassi (15,6 milhões) e Rafa Kalimann (21,4 milhões).

Juliette conta com uma base de fãs bastante devota e fidelizada, os chamados “cactos” (emoji que representa a sister nas redes sociais). Há quem aponte que as atitudes do fandom possam ser controversas — de fato, fãs da sister já pegaram pesado com outros participantes ou com quem se opõe a ela—, mas isso pode ser consequência de se ter uma base de apoio tão massiva.

De qualquer maneira, gostando ou não, a advogada já é um fenômeno fora da casa. A seguir, confira alguns exemplos do efeito Juliette.

Mais do que R$ 1,5 milhão

O site da revista Exame consultou a agência Brunch, que apontou possíveis ganhos de até R$ 85 mil por post patrocinado para Juliette. A sister publica cerca de 96 posts no Instagram por mês. Em uma hipótese levantada pela agência, ela poderia considerar ter um máximo de 20% de conteúdo publicitário. Fazendo 20 posts comercializados a R$ 85 mil, Juliette ultrapassaria o prêmio do BBB 21, obtendo ganhos de R$ 1,7 milhão.

O  especialista em negócios digitais Renan Pollak destacou na reportagem que uma ação envolvendo Juliette — stories e post no feed do Instagram, Twitter, TikTok etc. — pode chegar a custar R$ 500 mil, dependendo do conteúdo e da marca.

Marca digna de Billie Eilish

Em março, após voltar do paredão que eliminou Sarah, Juliette bateu recorde de engajamento no Instagram. A publicação realizada pelos administradores do perfil da sister, na qual comemorava a permanência da advogada no BBB, recebeu 1,8 milhão de curtidas e mais de 100 mil comentários em seis minutos. Foi o post mais rápido a atingir 1 milhão de likes na plataforma. Juliette igualou a marca da cantora Billie Eilish, que bateu esse recorde na rede social quando publicou uma foto com cabelo loiro, na metade de março.

 

 

Batom, tiara, vinho, bolo…

Com boa base de fãs engajadas, as “publis” envolvendo Juliette alegram os patrocinadores do BBB 21. Um bom exemplo ocorreu com a Avon. A ferramenta de monitoração Buzzmonitor Trends comparou o engajamento de um mesmo produto da marca de cosmético em dois eventos: quando a jogadora Marta usou o batom Power Stay em um jogo da Copa do Mundo de futebol feminino, em 18 de junho de 2019, e quando a advogada utilizou o mesmo produto no paredão do dia 9 de fevereiro.

De acordo com a ferramenta, a Avon registrou 6.320 postagens mencionando o produto ao longo de 24 horas no dia em que Marta utilizou o batom, sendo 74,45% desses posts feitos no Twitter. Com Juliette, foram 22.178 publicações citando a Avon durante 24 horas, um aumento de 249% de buzz, segundo a ferramenta.

Aliás, produtos relacionados a sister também fazem a alegria de comerciantes na web e fora dela. Nos sites de comércio eletrônico é possível encontrar brincos, tiaras, piercings, batons, entre outros produtos, identificados com a advogada. É “piercing da Juliette” para cá, “batom da Juliette” para lá.

Há quem seja agraciado por uma mera coincidência: as vendas de uma linha de vinho chamada Juliette, lançada em agosto do ano passado pela vinícola catarinense Pericó, aumentaram em 40%. O rótulo da garrafa traz a figura de uma mulher morena, obra do artista Eduardo Baruch, cuja semelhança com a sister é puro acaso.

Uma confeitaria em Fortaleza (CE) resolveu aproveitar o desentendimento entre Juliette Freire e Fiuk por causa de um bolo. Em homenagem à sister, a Cumbe Confeitaria criou o bolo vulcão. Segundo o site Observatório da TV, os números de encomendas aumentaram consideravelmente poucos minutos após o anúncio.

 

 

Não é só o pequeno comércio local: o restaurante Paris 6, conhecido por batizar seus pratos com nomes de famosos, nomeou uma sobremesa como grand gateau à Juliette Freire.

 

Cadê o chocolate que estava aqui?

Uma prova do anjo, realizada no final de março, consistia na escolha de um ovo de páscoa, que continha uma mensagem para manter o participante no jogo ou eliminá-lo. Após o desafio, Juliette se mostrou fascinada pelo Oreo Lacta Tripla Camada. A marca aproveitou para endossar o comentário da sister em publicação no Twitter. Em seguida, lançou um cupom de desconto para os fãs da Juliette. O resultado surpreendeu a própria empresa: no mesmo dia, o produto se esgotou.

 

 

Política, ônibus e videogame

A sister nem saiu da casa e já ganhou homenagens: a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou no dia 13 de abril a concessão da Medalha Epitácio Pessoa para Juliette. “Ela vem aproveitando sua simpática visibilidade no BBB 21 para divulgar a Paraíba — suas belezas, pontos turísticos, eventos marcantes, o que é muito importante para atrair turistas num futuro próximo, quando a pandemia estiver mais controlada, e, quem sabe, atrair até novos investimentos”, destacaram os autores da proposta. O projeto foi aprovado por unanimidade.

A advogada também foi homenageada no transporte coletivo de João Pessoa (PB), cidade onde reside. Intitulada “Juliette Top das Paradas”, a campanha é promovida pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de João Pessoa (Sintur-JP). Na ação, há mensagens de apoio a sister nas paradas e nos ônibus.

 

 

Até game a maquiadora ganhou: inspirado na trajetória da sister dentro do BBB, o jogo Vai Juliette! foi lançado no dia 23 de abril.

Músicas

Juliette também balança e inspira a indústria fonográfica. A música Deus me Proteja, de Chico César, ganhou nova vida por conta da sister. Gravada em 2008, a canção disparou em buscas nas plataformas digitais após a advogada cantá-la na casa.

 

 

A busca pela faixa foi multiplicada mais de 20 vezes na Deezer e chegou ao primeiro lugar da parada Top Viral do Spotify (ranking de músicas cuja audição cresceu rapidamente). No YouTube, a procura pelo vídeo com a versão gravada em estúdio cresceu mais de 900%, segundo dados divulgados pela assessoria de comunicação do músico. Já no Google, Deus me Proteja atingiu um pico de buscas, pela primeira vez em cinco anos, no dia 3 de fevereiro. Chico César gravou um vídeo agradecendo a sister e ao público.

 

 

Em outra ocasião, ela cantou Dona Cila enquanto relaxava na jacuzzi. Este momento despretensioso da advogada foi trabalhado pelo produtor musical Estevez, que inseriu uma batida acompanhando a interpretação. O resultado viralizou.

— Fiquei muito impressionado com a voz da Juliette, ela tem um timbre aveludado e é muito afinada, mas não esperava que a recepção do público fosse tão grande como tem sido. São muitos elogios de anônimos e famosos — comentou o produtor em entrevista ao programa Encontro com Fátima Bernardes.

Maria Gadú, autora da canção, também elogiou Juliette no programa e deixou um convite:

— Voz linda da Juliette. Fiquei feliz por ela ter escolhido a música que fiz para a minha avó. Espero poder cantar com ela quando o programa acabar.

Num outro dia, Juliette cantarolou Bixinho, da cantora Duda Beat. Na ocasião, a música figurou entre os assuntos mais comentados do Brasil no Twitter e registrou um pico de execuções no Spotify. Duda comentou que chegou a ganhar mais de 50 mil seguidores no Instagram.

 

 

Juliette já tem uma coleção de músicas em sua homenagem: filho da lenda do forró Solange Almeida, o cantor e compositor Rafa Almeida lançou Sotaque inspirada na sister. Um time de artistas nordestinos gravou o xote Errante (escrita pela cantora Bruna Ene, com participação do poeta Bráulio Bessa e do sanfoneiro Waldonys). O cantor mineiro Arthur Netto lançou Juliette BBB; o cantor paraibano Brenno Casagrande gravou Juliette. Enfim, as canções dedicadas a sister não param.

Na sexta-feira (30), Carlinhos Brown lançou Juliette, Mon Amour. Escrita em parceria com Jorge Zarath, o músico contou em sua conta no Instagram que se inspirou “na simplicidade, no jeito, no sotaque e na espontaneidade da querida Juliette Freire”. Por isso, decidiu “retribuir o carinho dela em forma de música”.

 



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.