Política

WS: vazamento seletivo expõe abrigo de postura política para queimar imagem de Ricardo

11/01/2020


Na imagem, o jornalista e analista político Walter Santos

Orquestração nacional nivela vazamento seletivo da Calvário como espetacularização premeditada

A tática acertada por grandes veículos de comunicação nos casos federais, tipo Lava Jato, onde é notório e sabido o acordo para vazamento à Rede Globo, parece estar fazendo escola na Operação Calvário, da Paraíba, agora merecendo acesso de sites nacionais em detrimento da busca de outros órgãos, comumente negado o repasse de informações.

 

É como se houvesse orquestração pré-deliberada com intenção de sujar e/ou criar nódoas na imagem do ex-governador Ricardo Coutinho por seu desempenho anti-Bolsonaro.

 

A abordagem de agora não entra no mérito dos conteúdos veiculados com forte dosagem contra o ex-governador, mas é que este componente político tem provocado maior empenho de setores do Ministério Público, agora com reforço federal, no vazamento seletivo para sites nacionais.

 

Este é, na prática, elemento depreciativo à imagem e conduta do MP por, ao agir assim, estar se prestando a se desviar de sua função precípua de fiscal da lei. E isto é profundamente lamentável.

Leia outros artigos

Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.