Futebol

Brasil vence o Uruguai no Centenário e fecha 2020 como líder das Eliminatórias

Arthur e Richarlison marcam, e seleção brasileira supera rival fora de casa pela terceira vez seguida, mantendo 100% de aproveitamento na competição. Cavani é expulso por entrada dura e freia tentativa da reação uruguaia

18/11/2020


Richarlison celebra: Brasil vence o Uruguai fora de casa (Foto: Getty Images)

ESPN

O Brasil fez uma partida muito segura e venceu o Uruguai por 2 a 0, nesta terça-feira, em pleno Estádio Centenário, em Montevidéu, pela 4ª rodada das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo 2022.

Com o resultado, o time canarinho segue como único 100% e lidera o classificatório para o Mundial do Catar, com 12 pontos em quatro partidas.

O Uruguai, por sua vez, faz campanha apenas mediana: com 6 pontos, está em 5º lugar, e hoje teria que disputar o playoff para decidir se vai ou não à Copa.

Em campo, o jogo começou bastante agitado, com Gabriel Jesus criando a 1ª boa chance aos 2 minutos: ele invadiu a área e bateu forte, mas Campaña fez boa defesa.

A resposta uruguaia foi instantânea: aos 4, Darwin Núñez soltou uma bomba na grande área brasileira e a bola explodiu no travessão de Ederson.

Depois disso, porém, a partida ficou mais estudada, e as chances de perigo sumiram. Mas quando o Brasil chegou novamente, foi fatal.

Aos 33, Arthur recebeu na meia-lua e arriscou. A bola desviou na zaga e enganou o goleiro Campaña, que não conseguiu voltar e foi pego no contrapé.

A Celeste sentiu o gol, e a equipe de Tite quase ampliou no lance seguinte: Arthur deu ótimo passe para Firmino, que arrancou e tentou rasteiro, mas parou no goleiro.

O Brasil era melhor, e conseguiu ampliar na jogada aérea, já aos 44 minutos.

Em jogada ensaiada, Everton Ribeiro cobrou curto e Renan Lodi cruzou com perfeição na cabeça de Richarlison, que resvalou e mandou para o fundo das redes.

No último bom lance da etapa inicial, Godín tentou resposta para os donos da casa, mas sua cabeçada explodiu no travessão verde-e-amarelo.

No 2º tempo, o técnico uruguaio, Óscar Tabárez, tentou fazer seu time reagir com as entradas de Brian Rodríguez e Arambarri nos lugares de Bentancur e Torreira, perdidos em campo.

Todavia, o Brasil controlava o jogo com enorme tranquilidade, e Ederson praticamente não trabalhava no jogo.

Para piorar para os celestes, Cavani deu entrada fortíssima no tornozelo de Richarlison e foi expulso de maneira direta aos 25 minutos.

Em um lance confuso na área, o Uruguai ainda chegou a diminuir, com Cáceres. No entanto, a arbitragem e o VAR anularam o tento de forma correta por impedimento.

Depois disso, os brasileiros só controlaram a partida, tocando a bola de um lado para o outro, até o apito final.

Ficha técnica
Uruguai 0 x 2 Brasil
GOLS: Brasil: Arthur e Richarlison

URUGUAI: Campaña; Cáceres, Giménez, Godín e Oliveros; Bentancur (Brian Rodríguez), Torreira (Arambarri), De La Cruz (Jonathan Rodríguez) e Nández; Darwin Núñez e Cavani Técnico: Óscar Tabárez

BRASIL: Ederson; Danilo, Marquinhos, Tiago Silva e Renan Lodi; Douglas Luiz (Bruno Guimarães), Arthur e Everton Ribeiro (Lucas Paquetá); Richarlison (Everton ‘Cebolinha’), Roberto Firmino e Gabriel Jesus Técnico: Tite

1º gol de Arthur em 21 jogos pelo Brasil

8º gol de Richarlison em 23 jogos pelo Brasil

Richarlison marcou o 100º gol fora de casa do Brasil em eliminatórias

O Brasil teve 55% de posse de bola no 1º tempo, mesmo fora de casa

As 4 finalizações do Brasil no 1º tempo foram no gol – 2 terminaram na rede

O Uruguai segue há 19 anos sem vencer o Brasil

O Uruguai deu 0 chute certo no gol durante toda a partida

Classificação
– Uruguai: 5º lugar, com 6 pontos
– Brasil: 1º lugar, com 12 pontos

Próximos jogos

As equipes voltam a campo em 2021, pelas eliminatórias.

Quinta-feira, 25/03, Colômbia x Brasil

Quinta-feira, 25/03, Argentina x Uruguai

*horário de Brasília


Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.