Policial

Justiça decide por manutenção da prisão de Padre Egídio, que é encaminhado a presídio de João Pessoa


17/11/2023

Padre Egídio de Carvalho Neto era diretor do Hospital Padre Zé (Foto: Divulgação/Paróquia Santo Antônio de Lisboa)

Da Redação / Portal WSCOM

O padre Egídio de Carvalho Neto teve sua prisão preventiva mantida pela Justiça. O religioso é suspeito de desviar mais de R$ 140 milhões do Hospital Padre Zé, em João Pessoa. O sacerdote foi preso na manhã desta sexta-feira (17) e passou por audiência de custódia nesta tarde.  

O padre será encaminhado ao 5º Batalhão de Polícia Militar no Valentina e ficará em uma cela especial. O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) indica que os desvios eram feitos através do Instituto São José, que administra o Hospital Padre Zé. Os desvios teriam acontecido entre 2013 e setembro deste ano. 



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //