Educação

Cícero Lucena autoriza construção, do zero, de dez novos CMEIs e três escolas, que abrirão 5 mil novas vagas


17/02/2024

Portal WSCOM



João Pessoa vai ganhar dez novos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e três escolas, que serão construídas do zero pela Prefeitura, em parceria com o Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE). Nesta sexta-feira (16), o prefeito Cícero Lucena autorizou o início das obras, com investimento de R$ 60 milhões, que irão contemplar 11 bairros da cidade, abrindo vagas para 5 mil alunos. A solenidade aconteceu no Centro Cultural Ariano Suassuna, do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), em Jaguaribe.

“Nós pretendemos que, no máximo, até o final do ano todas elas estejam entregues”, projetou o prefeito sobre as novas unidades, cujas obras têm início de imediato. Cícero Lucena prosseguiu ressaltando o investimento que a Prefeitura de João Pessoa vem promovendo na Educação da Capital, que também inclui a reconstrução de unidades de ensino, aquisição de equipamentos de tecnologia para professores e alunos, além de programas educacionais, que ajudaram atrair, para as escolas municipais em 2024, 13 mil novos estudantes.

“Só para se ter ideia, temos 13 mil novos alunos – apenas nove cidades na Paraíba têm tamanho maior do que esse. Isso demonstra o valor da nossa escola pública, mas também aumenta a nossa responsabilidade, num desafio, que é desafio bom, porque a gente está fazendo um futuro melhor para João Pessoa”, concluiu o prefeito, que também esteve acompanhado do vice-prefeito Leo Bezerra durante solenidade, que ainda teve a entrega, de forma simbólica, de kits pedagógicos para os professores.

A secretaria de Educação e Cultura (Sedec), América Castro, explicou que os dez CMEIs irão impactar em cerca de 3.500 novas vagas para crianças que serão acolhidas em unidades novas, com ambiente moderno, confortável e em condições para pais e mães poderem ter a confiança no cuidado da gestão municipal. Já as três escolas irão abrir cerca de 1.500 vagas, dando oportunidade a mais crianças e adolescentes terem acesso ao padrão de ensino que está proporcionando um aprendizado muito mais adequado para direcionar os alunos para o mercado, aliado as novas tecnologias.

“Muito feliz, porque as obras iniciam de imediato. Então, a gente tem a limpeza dos terrenos pra poder já começar as obras. Dessas 13 unidades de ensino, 12 são de recursos do FNDE, onde a gestão municipal investe 20% desse recurso, totalizando mais de R$ 60 milhões. E uma dessas unidades é com recurso próprio. Lembrando que também a Prefeitua já iniciou uma escola nova, então serão 14 escolas novas no município de João Pessoa”, afirmou América Castro.

Trabalho alinhado – O secretário de Educação do Estado, Roberto de Souza, ressaltou que o investimento da Prefeitura no ensino está em sintonia com o que o Governo do Estado também realiza no âmbito da Paraíba, com uma parceria produtiva para garantir uma oferta de vagas em unidades novas, com infraestrutura moderna e que dão as melhores condições para o desenvolvimento dos alunos.

“Infraestrutura determina se uma educação pode ser oferecida de qualidade ou não. Então, quando o prefeito, em articulação com o deputado Hugo Mota e mais parlamentares, faz um anúncio desse tamanho, de tantas construções para garantir uma boa infraestrutura para toda rede municipal, está mandando um recado que o governo municipal realmente está comprometido com a qualidade da educação pública. Por isso eu digo que é o momento certo, com as políticas que o Governo do Estado vem desenvolvendo, que vão na mesma direção”, afirmou.

Todas as unidades de ensino tiveram projetos apresentados pela Prefeitura de João Pessoa e aprovados junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Em Brasília, o deputado federal Hugo Mota destinou emenda, que ajudou a viabilizar o investimento na Capital.

“João Pessoa vive muitos avanços na Educação, principalmente no que diz respeito a cuidar bem não só dos nossos professores, como também dos alunos. É o fardamento de qualidade que está sendo entregue na data certa, com a camisa, a calça, o sapato, coisa que nós não vemos em outros municípios. Alunos recebendo tablets, são laboratórios, é a climatização das salas de aula. Importante se investir na qualidade da educação e isso tem rendido frutos positivos para que os indicadores da nossa Capital possam seguir melhorando”, justificou o deputado.

Presença – A solenidade contou com a presença do deputado federal, Mersinho Lucena, dos deputados estaduais João Gonçalves e Wilson Filho, além de vereadores e secretários da gestão municipal.

Relação dos bairros onde serão construídas as escolas e os CMEIs

-Escolas padrão FNDE em Gramame, Geisel e Cidade Verde.

Investimento: R$ 22, 4 milhões

-CMEIs padrão FNDE em Paratibe III, Funcionários IV, Bessa, Parque do Sol, Cristo, Gramame, Vista Alegre, Jardim Cidade Universitária e Mangabeira VI.

Investimento: R$ 37,6 milhões

Infraestrutura que será ofertada em cada escola construída: 12 salas de aula climatizadas, cada uma com capacidadepara 34 alunos; refeitório; cozinha; playground; auditório; biblioteca; sala google; salas administrativas; ginásio esportivo; subestação, reservatório de água inferior e superior;estacionamento; rampas e acessos com acessibilidade;passeio em concreto armado e piso granito em toda escola.

Infraestrutura ofertada em cada CMEIs: 10 salas de aula climatizadas, cada uma com capacidade de 20 a 24 alunos; refeitório; cozinha; playground; sala multiuso; lactário; fraldário; solários; salas administrativas; pátio coberto; subestação; reservatório; cobertura termoacústica; estacionamentos; passeio em concreto armado; rampas e acessos com acessibilidade, além de piso granilite.



Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
// //